domingo, 12 de junho de 2016

Não há no Brasil uma cultura de estupro.

Confira o novo artigo do coordenador do Cepedes, publicado na Gazeta do Povo, o principal jornal do Paraná.

"Não é o caso do Brasil. Por mais que se rotule a sociedade brasileira de machista, a violência sexual não é aqui aceita, muito menos tratada como natural ou prescindível de punição. Ao contrário, o estupro é crime, qualificado como hediondo desde 1990, com a Lei 8.072, e para ele não há justificativa moral. Até dentre os detentos, em seu código de ética – se é assim possível dizer –, é um crime exemplarmente punido, não raro fazendo quem o comete passar pelas mesmas agruras que impingiu às suas vítimas."


- clique para ler a íntegra -